Dull Night

Dull night
Oh, such a dull night
Where’s the strong knight
Should I not be proud?
What’s to become of me?

I’m out of the wind’s reach
Hard to see the peace I seek
Hard to gather the calm to sit
What’s to become of me?

Maybe I shouldn’t’ve left your side
Maybe I told myself a downright lie
Maybe I can’t swim against the tide
What’s to become of me?

I still look forward to brighter days
And hope that things may simply change
Maybe in the end I’ll find my way
I hope it is what is to become of me

—————————————————–

What’s to become of me?

Anúncios
Dull Night

Língua Materna – Hirasawa Riku

I must ask you to leave
Just let me rest in peace
I wonder if my time’s came

I want to watch it again
The movie is always the same
What does fill this can?

Porque eu a abandonei
Sem nem dó nem piedade
Eu já reinvindiquei
Agora tô sem saudade?

Minha língua tão bela
Que é tão doce e singela
E o poeta dizia
Lá na sua poesia

Eu posso terminar
Estes primeiros versos
Mas não posso largar
A minha mão desse terço
Nem minha língua de berço…

———————————————————————–

O Português, lígua originária do Latim, idioma que foi o mais falado no mundo do século XIII ao século XVI (estatística aproximada), língua de beleza infinita e que jamais deve ser esquecida… Os outros idiomas tem belezas sim, mas isso jamais pode diminuir a Língua Portuguesa!

Língua Materna – Hirasawa Riku