Sono – Hirasawa Riku

Dormir, sonhar...

Segundos, segundos, o escuro
Eu sinto o fechar de minhas pálpebras
Alugo o diurno e o noturno
Eu dispenso da vida a álgebra

Este é o silêncio mais sonoro
Estas são as falas mais caladas
É o universo novo que exploro
Eis o gentil mundo das fadas

Até que chamas passam a arder
Rota de fuga quero achar
Sombras escuras a temer
Em surto, tentas achar o ar

Mas o sol nasce co’alegria
Ouço o som do despertador
E se em sonho chorava ou sorria
O que importa é que já acordou

—————————————————————————————————————————————————

E você? Já acordou?

Sono – Hirasawa Riku

Fênix – Hirasawa Riku

Renascer das dores como a Fênix renasce das cinzas
Renascer das dores como a Fênix renasce das cinzas

Vejo-me sozinho
Só, beijando o vão
Olhando este moinho
Eles voltarão

Eu sem esperança
Estou sem ter ação
Minha vista se cansa
Eles voltarão

Eu me contradigo
Dizendo-me “não”
Tenho um forte abrigo
Eles voltarão

Se esvaíram depressa
Assim haviam chegado
Não há algo que me impeça
De regar esse arado

Sei que eles vão voltar
Talvez nem tenham saído
Se necessito de ar
Eu que não busque o atrito

Esses meus doces sonhos
Que sonhei por você
Em ordem certa eu ponho
Tão leve degradê

Sinto muito por tudo
Ó, mi doce consciência
Pois há tempos que fujo
Não te peço que cresça

Vou me recuperando
De um duro e caro golpe
Um golpe tom soprano
Um golpe já sem morte

A Fênix é o modelo
Tu, coração, palpitas
E hoje eu quero vê-lo
A renascer das cinzas

————————————————————————————————————————————-

O fim nada mais é do que um novo recomeço.

Aproveito esse post para convidá-los a visitar o meu novo blog: Lágrimas da Phoenix. Nome conveniente, não? Hehe. Eu juro que não foi programado combinar o nome do blog com a poesia de hoje, mas já que aconteceu, vamos sorrir e finigir que foi um bom trocadilho XD~

Fênix – Hirasawa Riku

O Sonhador – Hirasawa Riku

As vezes sem sentido
As vezes vem partido
As vezes sem razão
As vezes, emoção

As vezes é tranquilo
Outras, assustador
Pode ser esquisito
Ou um revelador

Pode ser bem sonhado
Pode ser fantasia
Pode ser um chorado
Ou um de alegria

Pode ser ilusão
Ou a realidade
Pode ser solidão
Ou a prosperidade

Mas o certo é que é incerto
E não há o sonho correto
Sei que eu queria voar
Asas pra pairar no ar

Sonho de liberdade
E de felicidade
E que encontrar o amor
Não seja a unidade
Só para o sonhador…

———————————————

Sonhar é uma arte nobre da mente… Um pegadinha eminente… Uma criança sorridente… Um pássaro escarlate… Um gigante à nocaute… O universo em blecaute… O sabiá a cantar… A multidão a gritar… A criancinha a sonhar…

O Sonhador – Hirasawa Riku