Praia – Hirasawa Riku

Inocente e ardente como o coração de uma criança

Sim, tudo começou sem perceber
E aos poucos se alocou dentro de mim
E foi nascendo esse laço eu e você
E um rio de dúvidas chegou ao seu fim

Esse novo mar desaguou em minha vida
Trazendo sal para o que estava insosso
Deu um rumo pra corrente então perdida
Deu belos traços para um mero esboço

A luz da lua repousa sobre mim
E a leve brisa vem e abraça o meu ser
E o meu coração palpitante assim
Está sempre batendo à sua mercê

—————————————————————————————————————————————

Simplesmente amar… Eu acredito que estar ao lado de uma pessoa requer esse fundamento.

Não é a primeira vez que escrevo sobre isso aqui no blog, mas há um ponto que se tornou mais forte dentro da minha maneira de pensar recentemente… Amar é dar espaço… Amar é permitir que o outro possa agir por conta própria e tomar decisões sem pressão, sem medo!

Não é amor ouvir um não e deixar de ser compreensivo! É amor ouvir que sua (seu) namorada (o) ou amiga (o) não quer sair e entender que ela (e) tem um bom motivo para isso, independente de qual for… Mesmo que este seja apenas a vontade de ficar em casa e relaxar, é importante que seja respeitado…

Percebo essas palavras como algo simples, quase metódico, mas não consigo perceber isso no cotidiano da grande maioria das pessoas. “Um casal está bem quando um consegue dormir enquanto o outro está assistindo televisão”. Não sei quem é o autor dessa frase, mas ela me chama atenção por resumir algo muito interessante.

A pessoa que vai dormir precisa estar consciente de que a que está assistindo televisão não vai fazer nada de errado enquanto sozinha e, além disso, não pode se sentir desprestigiada só porque está indo dormir sozinha. Ela deve entender que seu (sua) companheiro (a) apenas não está com sono. Isso não é muito diferente de quem está assistindo TV. É necessária muita sintonia ao casal que consegue agir dessa forma!

Para conseguir chegar a este estágio do relacionamento, é importantíssimo que ambos estejam sempre dispostos a se conhecerem cada vez mais para que assim possam saber como agir sem causar incômodos e, ao mesmo tempo, ajudar seus parceiros a fazerem o mesmo, o que permite ao relacionamento prosseguir suavemente. Quando o casal se ajuda, a relação tende a crescer da forma mais agradável possível sempre!

——————————————————————————————————————–

Perdão pelo longo período de ausência, espero que possa voltar a postar regularmente ^^ O post de hoje foi sobre um assunto meio batido, mas a culpa é da Tereza que não sai da minha cabeça e me leva a pensar nesse tipo de assunto com freqüência!

A poesia não ficou lá essas coisas, mas como havia muito tempo que eu não escrevia, acho que ficou até razoável (pra não dizer que ficou horrível -_-“)…

Grande abraço =D

Paz e Bem ^^

Anúncios
Praia – Hirasawa Riku

Um comentário sobre “Praia – Hirasawa Riku

  1. Tereza disse:

    Adoro poesia! Ainda mais quando é feita por alguém que mora no meu coração assim como você. Ps: essa poesia ficou linda! amei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s