Streets Of London


A música "Streets of London" foi interpretada pelo grupo Blackmore's Night no álbum "The Village Lanterne"
Blackmore's Night gravou a música
Have you seen the old man In the closed-down market Kicking up the paper, With his worn out shoes? In his eyes you see no pride And held loosely at his side Yesterday's paper telling yesterday's news Chorus: So how can you tell me you're lonely, And say for you that the sun don't shine? Let me take you by the hand and lead you through the streets of London I'll show you something to make you change your mind Have you seen the old girl Who walks the streets of london Dirt in her hair and her clothes in rags? She's no time for talking, She just keeps right on walking Carrying her home in two carrier bags. Chorus In the all night cafe At a quarter past eleven, Same old man is sitting there on his own Looking at the world Over the rim of his tea-cup, Each tea last an hour Then he wanders home alone Chorus And have you seen the old man Outside the seaman's mission Memory fading with The medal ribbons that he wears. In our winter city, The rain cries a little pity For one more forgotten hero And a world that doesn't care Chorus ---------------------------------------------------------------------------------------- Música de Ralph McTell interpretada por Blackmore's Night. Clique aqui para ouvir a música no YouTube.
Streets Of London

Seja céu ou seja mar, você – Hirasawa Riku

Mesmo que eu fale de um rio, eu estarei pensando em você
Mesmo que eu fale de um rio, eu estarei pensando em você

Há poesias que falam do céu
Há poemas que já citam o mar
Há textos sobre um fogaréu
E sobre o que se imaginar

Há alguns previsíveis
E outros surpreendentes
Há uns incompreensíveis
E outros pertinentes

Meus versos podem até variar
Falar do céu, fogo ou do mar
Mas uma imagem permanece
E é uma imagem que me aquece

Não importa o que eu faça
É impossível esquecer
E não importa a fumaça
Sempre poderei ver

Nada me impedirá de ver
A pessoa que anima meus sonhos
Em quem meus sentimentos ponho
Você sabe que ela é você

—————————————————————————————-

Você não sai dos meus pensamentos!

Tenho que admitir que essa poesia ficou bem ruinzinha…

Seja céu ou seja mar, você – Hirasawa Riku

Teu Altar – Hirasawa Riku

"Já não consigo viver longe do Teu Altar"
"Já não consigo viver longe do Teu Altar"

Senhor, Tu me seguistes lá na tempestade
Impedistes que cada raio me atingisses
Tu me tirastes do escuro com a Tua verdade
E um novo horizonte permite que eu aviste

Senhor misericordioso, Tu me elevastes
Estou agora aprendendo essa arte de amar
Ó, Senhor de bondade, Tu me conquistastes
Já não consigo viver longe do Teu altar

Senhor, na praia, em meio àquela ventania
Tu me levastes no colo para eu não cair
Tu me ensinastes o sentido da euforia
Senhor, no mundo, nada se compara a ti

Senhor, apesar de eu ser tão pequeno
Apesar de eu ser assim, pecador
Tu me olhastes nos olhos desde cedo
Senhor, me ensinastes o que é o amor

———————————————————————————————-

Não se deprima por não se sentir digno de tanto amor, pois niguém é e jamais será! O amor de Deus é muito grande para que possa ser compreendido por pequenos corações humanos, mas é capaz de mudar totalmente a vida daquele que crê! Depois de conhecer tanto amor, não dá mais pra ficar longe, pois isso tudo é bom demais!

Lembre-se sempre: “Tudo posso Naquele que me fortalece” (Fil 4, 13)

Teu Altar – Hirasawa Riku