Estrela Cadente – Hirasawa Riku

Ainda nos atuais tempos eu devo dizer
Que sinto apertar lá no fundo o coração
Ao me ver forçado a desse jeito te ver
Nessa inconsolável vil tristeza em ascenção

Confesso que eu não tenho idéia de como agir
Que sem forma alguma de reação eu sempre fico
Parado a observar-te, eu sei que só cabe a ti
A minha pessoa, de nada serve a ação nem o grito…

Reticências, vírgulas, palavras inúteis!
Nada, jamais, vai surtir o devido efeito
Pois seu corpo e sua alma são deveras mui fúteis
Somente apodrecem o que chamas de seu seio

Eu fico a me sentir por completo impotente
E fico a me questionar, será que não sou?
Pois eu sou como a mais bela estrela cadente
Como pássaro que tentou pegar, mas voou

Jamais hei de estar amarrado em suas vis mãos
Como tu querias profundamente que fosse
Talvez, imensa e brilhante alegria eu te trouxe
Mas tudo tenha sido por completo em vão

Pois da única existente salvação
Foges sem nem ao menos parar para pensar
Sai correndo desesperado a profanar
Dá o seu categórico e ornamentado não…

Talvez um dia, venha a perceber o seu erro
De confiar demais naquela estrela cadente
E que seja antes que lá do mar a corrente
Te arraste quando for o momento do enterro

————————————————————

Foco… Algo que não devemos perder de forma alguma…

Anúncios
Estrela Cadente – Hirasawa Riku

3 comentários sobre “Estrela Cadente – Hirasawa Riku

  1. Tereza disse:

    E o foco é algo importante mesmo… senti que ele ficou meio de lado, mas o sentimento que é o mais importante não foi deixado. Adorei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s