Exame de Consciência – Hirasawa Riku

Veja, olhe que a cena foi horrível
Veja, olhe que o corpo está sofrível
Vejo, olho e não dá pra agüentar…

Veja que na face nada se passa
Não há sinal exposto na carcaça
Eu vejo que é possível suportar

E veja que com coração vazio
Não dá para ter o corpo sadio
Que a rotina de viver por um fio
E que nesse calor se sente frio

Só veja que com coração aberto
Dá para achar cada caminho certo
Cada feiticeiro encontra o seu cetro
O que está distante fica mais perto

E veja que até o mais lunático
Deita, dorme, também tem de sonhar
E que até alguém que se diz fantástico
Sempre vai necessitar desse altar

———————————————————–

Todos nós necessitamos do altar!

Anúncios
Exame de Consciência – Hirasawa Riku

13 comentários sobre “Exame de Consciência – Hirasawa Riku

  1. Larissa disse:

    oiii
    ótimo o poema.
    adorei
    por um momento eu pensei que se referia a mim.
    aquela situação….
    achei legal pra caramba
    amo vc sempre
    beijos

  2. luizm disse:

    Ola,

    Gostei de seu blog e de suas poesias…

    Você já pensou em colcoar algums ferramentas de monetização? para permitir que você fature algo apra remunerar seut rabalho de escrever? Quem sabe vender livros, etc, etc? (mesmo que os livros não sejam seus voce pode ganhar comissão pela venda do submarino…)

    Se interessou visiete meu Servidor de Blogs: blogprofissional.com.br

  3. sr. Charmander disse:

    *OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO*

    Perfeito
    Sim, todos precisamos do altar (?) /,,/

    Foi mal xD

    Ficou phodao também a poesia *o*

  4. Marina disse:

    nossa….
    vc é realmente bom com as
    palavras…
    me faz refletir…
    parabéns ae richard..

    bjinhoooo

    ..*

  5. Ha-chan disse:

    “sofrivel” que agoniiiiaaaa x.x hauhauahauha xD
    profundo.. o.o
    rimas curtas, estrofes em quadra ^^~ gosto do seu estilo xD
    ;**~
    meu pequeno escritor xD

  6. Interessante poesia, meu caro! Mas tenho certeza que você prefere as críticas aos elogios. Mas isso eu deixo para um post mais oportuno, já que este aqui serve para agradecer a visita ao blog para o qual escrevo uns esboços. Obrigado e volte sempre! Eu com certeza voltarei…

    PS: Fico mui feliz de introduzir Ricardo Reis para algumas almas! Depois dele (na verdade, depois de qualquer obra de Pessoa), ninguém é o mesmo! Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s